CEA e CFP®: entenda a diferença entre as certificações

As certificações financeiras são fundamentais para o ingresso do profissional em vagas estratégicas dentro do mercado de capitais. Como você pode conferir aqui no blog, existem certificações específicas para cada objetivo de carreira.

 

No Brasil, para quem trabalha junto ao investidor prestando assessoria, há certificações que são consideradas mais relevantes pelo mercado. Entre elas, há duas em especial sobre as quais vamos nos aprofundar mais neste artigo. Conheça agora mais detalhes sobre a Certificação ANBIMA de Especialista de Investimentos (CEA) e a Certified Financial Planner (CFP®).

 

CEA versus CFP®

De forma prática, podemos dizer que o principal ponto que difere as certificações CEA e CFP® é a atividade fim exercida pelo profissional. A CEA se destina a especialistas em investimento, que orientam investidores em bancos e outras instituições financeiras. Já a CFP® prepara o profissional para o exercício da atividade de planejador financeiro pessoal.

 

Veja também:

 

 

O que difere o especialista em investimento do planejador financeiro?

 

O especialista em investimento tem como principal função assessorar gerentes de contas de clientes na área de investimentos. O profissional CEA pode indicar produtos e orientar clientes varejo de alta renda, private banking, corporate e investidores institucionais.

 

A aprovação no exame da certificação CEA é obrigatória para atuar como especialista em investimento. A prova é toda computadorizada e realizada presencialmente em local escolhido pelo candidato. Os locais de realização da prova da certificação CEA podem ser consultados no site da ANBIMA na hora da inscrição.

 

O planejador financeiro é o “médico” das finanças. É o responsável pela análise dos objetivos, expectativas e necessidades do cliente, visando desenvolver estratégias de planejamento financeiro. Cabe destacar que o plano é criado de modo a ser aderente ao perfil analisado.

 

O profissional CFP® faz um verdadeiro raio-x nas finanças. Avalia despesas e receitas, o patrimônio (ativos e passivos) e o planejamento para aposentadoria, riscos pessoais e seguros. Além disso, propõe melhorias na gestão tributária e no plano para sucessão patrimonial.

 

Para atuar como planejador financeiro o profissional precisa ser aprovado no exame da certificação CFP®. Trata-se de uma certificação internacional, emitida no Brasil pela Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar).

 

Como tirar as certificações CEA e CFP®?

 

CEA

A CEA habilita profissionais a atuarem como especialistas em investimentos, podendo assessorar gerentes de contas de investidores. Ao obter a CEA, o profissional pode, automaticamente, exercer as atividades abrangidas pela CPA-10 e CPA-20.

 

O exame da certificação CEA tem 70 questões de múltipla escolha, que devem ser respondidas no prazo de 3h30. Para ser aprovado é preciso ter no mínimo 70% de acertos, ou seja, responder corretamente 49 das 70 questões.

 

Para ter um bom desempenho no exame, inscreva-se agora no Curso CEA online + Simulados da Eu Me Banco. Clique aqui e saiba mais!

 

CFP®

A CFP® é uma certificação internacional de distinção, de caráter não obrigatório, para atuar como planejador financeiro pessoal.

 

No Brasil, a entidade certificadora é a Planejar, afiliada ao Financial Planning Standards Board (FPSB). O FPSB é a entidade responsável pelo gerenciamento, desenvolvimento e promoção da marca CFP® no mundo.

 

A CFP® abrange seis áreas de conhecimento:

  • Planejamento financeiro e ética;
  • Gestão de investimentos;
  • Planejamento da aposentadoria;
  • Gestão de riscos e seguros;
  • Planejamento fiscal;
  • Planejamento sucessório.

 

Para obter a CFP® é preciso:

 

Gostou deste artigo? Então acompanhe outros conteúdos relacionados às certificações financeiras, mercado financeiro e carreira aqui no blog e também nas redes sociais @eumebanco_!

_

*Crédito imagem: LookStudio/Freepik.

Here can be your custom HTML or Shortcode

This will close in 20 seconds